Vídeo
5

Alergia a água – Urticária Aquagênica (eu tenho!)

Oi!

Vou falar de uma alergia bem estranha-esquisita-inacreditável: alergia a água. Sim, isso existe, e eu tenho isso. Assista ao vídeo que eu gravei (meu segundo vídeo ein? palmas!) falando sobre isso:

Aqui mais detalhes sobre essa alergia:

Urticária aquagênica é um tipo extremamente raro de urticária, sendo algumas vezes descrita como uma alergia. Embora o nome indique uma alergia a água, não se trata de uma reação alérgica com liberação de histamina, como outras formas de urticária. Na realidade, é uma hipersensibilidade a íons encontrados em água não-destilada. Nas pessoas susceptíveis, contacto com a água provoca urticária em 15 minutos, podendo este efeito demorar até 2 horas para desaparecer.

Fonte: Wikipedia

Como o nosso grande Wiki explica, essa urticária é muito rara e eu tive a grande sorte de nascer com isso (aee!). Tudo o que eu vi na internet até agora foi sobre casos estrangeiros, eu fui meio que me virando sozinha nos artigos em inglês, porque no Brasil nunca foi relatado um caso (que eu saiba). O que os sites brasileiros falam sobre isso é o que eles viram em sites gringos, nunca é uma pessoa relatando, e já vi muitas informações erradas também por aí, como por exemplo que é uma doença degenerativa, que com o passar dos anos as pessoas com essa alergia vão ficando com mais alergia até chegar a um ponto que não podem nem mais encostar na água (mentira!). Eu tenho alergia a água desde sempre e nunca mudou, sempre as mesmas manchas, sempre as mesmas reações.

Algumas coisinhas que eu acabei não falando no vídeo:

  • Esses pontinhos vermelhos da alergia a água aparecem só no colo, pescoço, rosto e costas, tanto é que no vídeo é essa parte do corpo que eu mostro. Talvez isso aconteça por ser uma área mais sensível.
  • Como eu tomo banho rápido, ás vezes aparecem só até uns 5 pontinhos por exemplo, quando a água é mais fria acontece de nem aparecer. Quando eu tomo banho e lavo o cabelo, demoro mais e fico mais tempo em contato com a água então aparecem bem mais.
  • Quando eu lavo louça não fico com alergia porque só minhas mãos ficam em contato com a água, mas meu nariz fica coçando (?!) e eu não sei porque isso acontece.
  • Se está coçando muito eu passo a mão por cima da alergia, mas não coço, pra dar uma amenizada.

Aqui umas fotos de tirei, a primeira é do dia do vídeo e as outras duas são de outros anos.

Alergia a água

Urticaria aquagenica

Alergia a água

A resolução das duas não estão boas porque eu tirei com a web cam, mas era só pra registrar mesmo. Pois é gente, muito contato com a água dá nisso, e o pior é que eu adoro tomar banho, se for de banheira então… Mas tá né, fazer o que, pelo menos economizo água HAHA. Agora quando vocês não tiverem assunto com alguém, vocês podem dizer “nossa, conheço uma menina que tem alergia a água!”, taí uma coisa interessante, viu, até ajudei 😛

Por hoje é isso pessoal, até a próxima, nesse mesmo blog, nesse mesmo canal.

Beijinhosss :*

Instagram  ☁  Youtube ☁ Facebook  ☁  Twitter ☁  Lookbook

Se gostou, compartilhe!
Imagem
0

Look do dia: top de crochê

Oi!

O look do dia de hoje foi clicado em Paraty, no Rio de Janeiro, e vou te contar: ô centro histórico bonito! Eu adoro essas cidades que tem centro histórico, e Paraty realmente me encantou bastante. O meu queridinho desse look é o top de crochê que eu mandei fazer aqui perto de casa, adorei o formato dele (que não é frente única como sempre vejo por aí) e a cor. Ficou do jeito que eu queria.

#update Eu tinha colocado o termo como “crochet” mas resolvi abrasileirar as coisas, então mudei para crochê.

Crochê ou croché é uma espécie de artesanato feito com uma agulha especial, dotada de um gancho. Consiste em produzir um trançado semelhante ao de uma malharendada.

A palavra “crochê” tem origem no francês medievalcroké, termo que designava um instrumento de ferro recurvado, uma espécie de gancho, que permitia suspender ou segurar alguma coisa. No século XIX, surge na França a expressão broder au crochet (literalmente, “bordar com o gancho”)

Fonte: Wikipedia

Pra balancear com o top curto eu coloquei uma saia longa, mas de cintura alta. Chapéu e óculos de sol no Rio de Janeiro (e em qualquer lugar que tenha sol é pra lá que eu vou) são fundamentais, e não esqueçam do protetor solar! Os colares eu comprei lá mesmo, no dia anterior, de uns hippies (tinham vários!) que ficam no centro. A bolsa estilo saco com estampa étnica finalizou o look, do tamanho perfeito para o que eu precisava carregar.

Quem tem lookbook já sabe né? HYPE! Mais fotos:

Paraty centro historico

Fala se não é pra ficar in love por esse top de crochê? É muito lindo.top de crochet

centro historico

Olha a bordinha do top de crochê que fofura, foi muito bem feitinho:
top de crochet

Nas costas do top é feito uma amarração, tipo cadarço:chapeu e top de crochet

O brinco que eu to usando comprei em outra praia, Caraguatatuba em São Paulo. Deu pra perceber que eu adoro essas hippisses né? HAHA. Esses foram os três colarzinhos que eu escolhi, o primeiro tem uma pedra da lua, pena que não dá pra ver na foto o brilho dessa pedra, é muito lindo (pesquise por pedra da lua no Google e veja o brilho). O segundo é uma tacinha de Martini que tem um significado pessoal pra mim e o terceiro é uma árvore esculpida em uma moeda estrangeira. colar hippie e top de crochet

Sem saber eu escolhi uma pedra preciosa que realmente tem tudo a ver comigo e meu estado emocional:

A Pedra da Lua é considerada pedra do feminino e do reequilíbrio hormonal, da mulher e dos órgãos femininos. Induz um movimento fluido em todos os sistemas físicos, como reflexo da relação que a Lua tem com a água, com os estados de alma, com os ciclos e com a intuição promovendo a harmonia e acalmando a mente. Aporta as qualidades lunares de sensibilidade emocional, conhecimento psíquico, paz e harmonia. É usada há muito tempo como proteção contra a loucura, para atenuar o estresse e a ansiedade; fomenta a flexibilidade nas atitudes e ajuda a integrar as emoções, aumentando a sensibilidade, a solicitude e a amabilidade naqueles que tendem a ser arrogantes e autoritários. (…) Absorve energia da lua, acalma a mente e está relacionada com as emoções humanas. Utilizada contra stress e depressões. Serve para nos proteger contra tendências auto-destrutivas.

Fonte: Ser Essencial

E sobre o colar de moeda que tem uma árvore eu achei muito lindo o trabalho que a moça faz esculpindo várias coisas em moedas de diversos países. O preço não é dos mais baratos por ser uma moedinha pequena com uma corrente simples, na minha eu paguei R$30,00, mas eu achei que valeu a pena porque realmente me apaixonei pelo trabalho dela, sem contar que ela conseguia explicar direitinho cada coisa, muito simpática mesmo. (Eu tirei a foto do celular então não ficou muito boa)

Moedas esculpidasCurtiram? A tacinha também foi feita por ela, mas não em moeda. Tinha muitos outros pingentes lindos!

chapéu de aba larga

Sobre o look:

  • Chapéu Accessori – Riachuelo
  • Óculos redondos – zeroUV
  • Colares e brincos – Hippies
  • Top de crochê – Feito à mão por Lúcia (aqui perto de casa)
  • Saia Marfinno – Renner
  • Bolsa saco étnica – Brás
  • Slipper – Moleca

Ufa, acho que esse look do dia ficou meio longo né? Espero que tenham gostado.

Beijinhosss :*

Instagram  ☁  Youtube ☁ Facebook  ☁  Twitter ☁  Lookbook

Se gostou, compartilhe!
Imagem
0

Look do dia: SPFW

Oi!

Na postagem anterior eu falei sobre o SPFW e como foi meu dia lá. Hoje vou postar o look que estava vestindo no dia. Por ser uma semana de moda sempre rola aquela dúvida “o que vestir?”. Eu optei por um vestido simples que não me daria trabalho (tipo se preocupar se o tomara-que-caia está caindo ou se o cinto está no lugar certo) porque eu queria me preocupar mais em curtir e observar tudo do SPFW do que ajeitar minha roupa o tempo todo. Completei o look com acessórios dourados, minha botinha confortável e uma bolsa pequena só pra levar o necessário: carteira e câmera.


Quem tem Lookbook não esquece do HYPE! 😉 ↑

Mais fotos:

SPFW 2016

SPFW 2016

Tirei fotos de costas pra mostrar o detalhe das tiras. É bem nessa onda strappy e apesar de eu não gostar de decote nas costas, esse modelo eu gostei bastante. Strappy

Strappy

Também tirei foto dos acessórios que usei, todos dourados, dando destaque ao brinco com moedinhas que estou in love por ele. O trio de pulseiras que escolhi são bem delicadas, combinam entre si e não chamam muita atenção. Bolsa da Mami (adoro “herdar” coisas da minha mãe, sempre que posso fuço as coisas dela hihi) e óculos escuros também fazem parte dos acessórios. Minha maquiagem foi leve, passei um batom rosa pra dar uma corzinha mas a sombra foi marrom, bem adequado para um evento como o SPFW que vai de tarde até a noite.

Brinco de moedas

Detalhes do look completo no SPFW:

  • Vestido étnico – Clock House C&A
  • Ankle Boots – NK Shoes
  • Bolsa – “herdei”
  • Óculos – zeroUV
  • Colar e anel – presente da minha mãe
  • Trio de pulseiras – Riachuelo
  • Brincos – Bela Bijoux

Então é isso, acho que não compliquei muito no look e fiquei super confortável. Espero que tenham gostado!

Beijinhos :*

Instagram  ☁  Youtube ☁ Facebook  ☁  Twitter ☁  Lookbook

Se gostou, compartilhe!
Galeria
1

SPFW 20 anos: Verão 2016

Oi!

Semana passada fui na 36ª edição do São Paulo Fashion Week que comemorou 20 anos do evento.

São Paulo Fashion Week (SPFW) é o maior evento de moda do Brasil e o mais importante da América Latina, do Hemisfério Sul e a quinta maior semana de moda do mundo, depois das de Paris, Milão, Nova York, Londres.

O SPFW aconteceu de 13 a 17 de abril no Parque Cândido Portinari, espaço recém-inaugurado ao lado do Villa-Lobos. Eu fui na quinta feira, dia 16, e vou contar um pouco de como foi minha primeira experiência no evento.

SPFW 2016Para entrar no SPFW é preciso ter convite, ou seja, você não pode simplesmente entrar ou pagar para entrar, você tem que (ter a sorte de) ser convidado. Na internet tem algumas dicas de como conseguir convites para entrar, por exemplo:

  • Ter credencial de imprensa/blog, nesse caso exigem que você preencha um formulário que eles vão analisar (não é só fazer um blog de moda que já dá pra entrar no spfw haha infelizmente). Com essa credencial você só tem acesso ao saguão, não da pra ver nenhum desfile.
  • Também dá pra entrar no evento se você for trabalhar lá. A Luminosidade, que é a empresa que organiza o evento, contrata monitores pra ficar no backstage – que normalmente são estudantes de Moda.
  • Receber convites de alguma marca ou loja. Essa parte é mais complicada porque os convites são disputados e eles não distribuem facilmente. Vale ser um pouco cara-de-pau e dizer que quer prestigiar a marca lá, vai que cola né?
  • Chorar por um. Sim, tem gente que vai até a porta do desfile sem convite nenhum e pede para as pessoas se elas tem algum sobrando. Dá pra pedir pra alguma empresa, pra algum representante de alguma marca, pra alguém que pareça ter convite sobrando(?), enfim, faça sua carinha de cão-sem-dono e tente conseguir o seu.

Eu fui com a Noraah a convite do meu amigo Diego que tem uma agência que atende o mercado de moda. Primeira coisa que você vê quando entra lá (o que ja era de se esperar) é muita gente fashion, muita gente com roupa diferente/maluca, muitas combinações ousadas e muitos tipos de estilo. O que não deixa de ser legal, porque eu adoro ver como as pessoas se vestem. A decoração lá estava bem bonitinha, com luzinhas penduradas no “teto” do espaço ao ar livre, onde tinha food trucks e mesas de madeira num chão de grama artificial. Eu cheguei lá ainda de tarde, a noite fica tudo mais bonito com o charme que as luzinhas dão. Sem contar o piano no espaço DJ da Schweppes.

ffwFoto: Agência Fotosite.

spfw piano

O espaço da Schweppes tava muito bonitinho e claro que eu não perdi a oportunidade de tirar foto na poltrona linda. Do lado do DJ também tinha um food truck da Schweppes que vendia saladas e drinks (com álcool ou sem) num potinho que tinha estampado o nome da marca e o a sigla do evento.

Um brinde! #spfw

Uma foto publicada por Yelena Mesojedovas (@yelenamarmelo) em

shpFoto: A Melhor Escolha.

Lounge da SchweppesVou postar mais fotos do meu look na próxima postagem do blog :)

Tinha também um espaço com muitas fotos de modelos, estilistas, fotógrafos e toda uma galera que de alguma forma tinha um pézinho no SPFW.

spfw20a

Entrei no Lounge da revista Glamour que tava com o tema circo, eu particularmente adorei, tinha uma decoração super legal, poltronas (lotadas), muitas revistas e o pessoal da Glamour numa mesa trabalhando nas redes sociais.

Glamour SPFW

Glamour Spfw

Glamour Spfw

Glamour Spfw

Glamour Spfw

Por ali na área aberta a todos tinha o espaço da Chilli Beans com um óculos gigante a mostra, mais lounges de outras marcas, lojinha de produtos, tinha sorvete Magnum da Kibon sendo distribuído de graça (SIMMMMM) e um stand da Riachuelo muito legal: você dava seu celular e eles colocavam num suporte que gravava um vídeo 360° e qualquer foto que você publicasse no Instagram com a hashtag #riachuelonospfw era impressa na hora! Eu e a No fizemos caras e bocas haha.

rchloFoto: Hellen Meira

A gente assistiu ao desfile da GIG Couture, adorei! Tudo muito colorido, a cara do verão (e a minha cara também)

IMG_0119

GIG Couture SPFW

Blogueiras SPFWE na primeira fila tava azbloguera tudo. 

Não tirei mais fotos do desfile porque não levei o flash e aí as fotos ficam zoadas. Eu dei uma tietada lá e tirei foto com a Titi Müller (uma fofa!) e a Lilian Pacce. Tinham mais famosos lá também, sempre tem né?

Bom, acho que é isso. Espero que tenha dado pra curtir um pouquinho vendo as minhas fotos, e quem tiver a chance de ir, vá sim, é super bacana.

Beijinhoos :*

Instagram  ☁  Youtube ☁ Facebook  ☁  Twitter ☁  Lookbook

Se gostou, compartilhe!